OBEDIÊNCIA E RESIGNAÇÃO

Desde que somos pequeninos aprendemos o que é ser obediente. Começamos então a ser obedientes aos nossos pais, nossos avós, àquelas pessoas que são mais velhas. Quando crescemos mais um pouco passamos a ser obedientes aos nossos professores. Depois, obedecemos às regras da sociedade, às leis, aos nossos chefes e a tantos outros.

 

Mas o que será que significa ser obediente?

Ser obediente é ter respeito a alguém ou a algo.

 

E na nossa vida religiosa? O que significa ser obediente?

Ser obediente é ter respeito pelas Leis de Deus, é o cumprimento das Leis de Deus por meio da prática do Evangelho de Jesus. Obediência é um sentimento da nossa razão e, a partir do momento que passamos a ser mais obedientes ao Pai, a partir do momento que formos mais mansos e mais pacíficos, seremos mais felizes.

 

E como será que estão as nossas atitudes e os nossos pensamentos? Estamos realmente sendo obedientes às Leis de Deus?

Ainda não, pois encontramos algumas dificuldades como não conseguir perdoar os irmãos, guardarmos mágoas e rancor. Ainda somo egoístas, orgulhosos e impacientes.

 

E o que é a Lei de Deus?

É a Lei do Amor e da Caridade. E exercemos essa Lei quando amamos a Deus e ao próximo, fazemos a este o que gostaríamos que ele nos fizesse, perdoamos aos que nos ofendem, não guardamos mais mágoa e rancor. É eliminar o egoísmo, o orgulho, a impaciência, a intolerância e outros defeitos que carregamos dentro de nós, pois só assim é que vamos encontrar a paz e a felicidade que tanto buscamos.

 

E a resignação o que significa?

Ser resignado é ter bons sentimentos dentro de nossos corações. É compreender a necessidade de não nos revoltarmos contra as situações que temos que passar, contra as pessoas com as quais temos que conviver. É aceitarmos, sermos bons, e assim, também sermos mais felizes.

 

Às vezes temos que enfrentar algumas situações ou conviver com pessoas que são difíceis. Mas vamos compreender que são essas mesmas situações e essas mesmas pessoas que nos tornarão melhores, pois é por meio delas que vamos desenvolver as sementes das virtudes que Deus colocou dentro de nós quando nos criou, ou seja, a bondade, a tolerância, o perdão, o amor etc.

 

De nada adianta praguejarmos ou nos revoltarmos. Muito pelo contrário, este tipo de comportamento somente agravará nossa situação, nos afastando mais de nosso Pai e nos tornando pessoas doentes física e espiritualmente.

 

Meus irmãos, temos que começar a rever os nossos pensamentos, nossos comportamentos, nossas ações e nossas palavras. Vamos começar a mudar. A mudança não é fácil, mas também não é impossível. Não vamos tentar corrigir tudo de uma única vez, pois nem todos aguentam uma mudança tão brusca. Felizes daqueles que conseguem. Mas podemos mudar aos poucos, uma coisa de cada vez, e assim estaremos edificando a base de nossa construção interior. Por que não dar um bom dia, mesmo sabendo que aquela pessoa não vai nos responder? Por que não fazer uma gentileza para alguém? Por que não respeitar mais as regras da sociedade? Por que querer levar vantagem em tudo, mesmo sabendo que é errado e que estaremos prejudicando alguém? Porque ninguém está vendo, não é? Mas Deus está. E a vida nos devolve exatamente o que damos a ela.

 

Jesus é o maior exemplo de obediência às Leis de Deus. Jesus pregou o amor o tempo todo entre nós. E Jesus é o maior exemplo de resignação também, pois cumpriu até o fim a vontade de Deus. Ele sofreu com toda a paciência todas as agressões, pois compreendeu a nossa fraqueza e ainda nos perdoou.

 

Praticar o amor é aceitar a vontade de Deus e viver em paz. Muitas vezes não aceitamos a vontade de Deus, achando que a nossa é a melhor, mas estamos errados. A vontade de nosso Pai é sempre a mais acertada, é sempre aquela que vai nos beneficiar e auxiliar em nosso crescimento. Mas, nós que apenas vemos com olhos de pessoas ainda imperfeitas, não conseguirmos ter essa noção do benefício da vontade e dos desígnios de Deus e, então, nos revoltamos. Muitas vezes, só percebemos que a nossa vontade seria prejudicial para nós mesmos depois de termos passado por algumas situações. E aí compreendemos que Deus havia nos preparado o melhor.

 

Mas ser resignado e obediente é não ter sentimento e vontade?

Não. Ao contrário do que muitas vezes nós pensamos ser obediente e resignado não é ficar sentado esperando que as coisas se resolvam por si só, ou que os outros resolvam os nossos problemas, apenas nos lamentando e negando a nossa vontade.

 

Ser obediente e resignado é agir, mas com respeito a Deus, ao próximo e a nós mesmos. E isso é fácil de entender. É só observarmos o final da palavra resignação… RESIGNAÇÃO: Ação….isso mesmo…agir. Agir para sairmos daquela situação que nos machuca.

 

As situações e as pessoas realmente nos machucam e às vezes paramos para respirar, para chorar. Isso é completamente normal e precisamos desses momentos. Mas temos que ter atitude, ter bons pensamentos e sentimentos, ter vontade de sermos melhores. Levantemos e encaremos as dificuldades porque podemos vencê-las. Por que nos diminuímos perante os nossos problemas? Meus irmãos, somos maiores do que nossos problemas. O dia em que nós compreendermos essa verdade seremos mais confiantes em nossas forças e derrubaremos todos os nossos obstáculos. Acreditar é o que está faltando. Acreditemos em nós mesmos!!!!

 

Portanto meus queridos amigos, vamos aprender a desenvolver essas virtudes em nós, por meio da mudança de nossa conduta, das nossas ações, dos nossos pensamentos, da prática dos ensinamentos de Jesus, da prática do bem e da oração. E assim nos tornaremos mais fortes, melhores e mais felizes. Carregamos dentro de nós os bons sentimentos, pois somos filhos de um Deus que é puro amor.

 

Deus, quando nos criou, tirou uma parte Dele e colocou em cada um de nós. Acreditem… confiem… Ele está dentro de nós. Somos uma parte Dele e, por isso, somos capazes. Tenhamos a certeza de que Deus sempre nos ampara e de que a Sua vontade é sempre a melhor para nós. Não vamos perder nosso tempo e energia reclamando, mas agindo para o bem de todos.

 

E não se esqueçam… a obediência é o uso da razão e a resignação é o uso do coração.

 

Que Deus nos abençoe e que tenhamos uma semana repleta de paz.

 

Rosângela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s